quinta-feira, outubro 11, 2018

Clássico instantâneo. Não só honra o património que traz às costas como o supera em larga escala. Lady Gaga absolutamente incrível, Bradley Cooper no topo da sua forma, e uma química entre os dois que transborda da tela. Sam Elliot brilha como actor secundário. Argumento competente de Eric Roth e Bradley Cooper, numa modernização certeira da história original. Realização segura - também de Cooper, que aqui se estreia com classe - a dar o tom intimista (mesmo quando a acção decorre por entre multidões) que tanto valoriza o filme. Se não choverem nomeações e estatuetas sobre A STAR IS BORN, é porque está tudo louco.

Sem comentários: