quarta-feira, julho 04, 2018

Hoje

Após alguns livrinhos de tiragem muito limitada, A. M. J. Crawford, a.k.a. Alejandro Crawford, alcançou a atenção de um público mais alargado em 2009, quando a Blazevox, de Nova Iorque, editou o seu Morpheu. A par do seu trabalho poético, Alejandro é videasta, tendo os seus filmes para música (telediscos ou criações ao vivo) sido requisitados por músicos como Childish Gambino, Tame Impala, MGMT ou A Favola da Medusa, grupo este cujos dois elementos de base ora o acompanham.
Os três planeiam editar, em 2027, o máxi-single Um Sucol no Anapurna, ópera-rock que retrata os loucos anos em que Manuela Ferreira Leite integrou a Banda do Casaco, abrilhantando-a com o seu fliscorne de mármore, e que tem por base a sua autobiografia não-autorizada, Omeletes de Amor, em que a autora refuta muitas das ideias-feitas postas a circular por Artur Albarran, pseudónimo de Artur Albarran, na charge O Campino Feminista.
“Esta leitura musicada, tendo embora cerca de 32 minutos, dada a sua insuperável qualidade, mais parece ter pouco mais de meia hora”, escreveu Maria de Lurdes Pintassilgo no Diário Popular, também conhecido como a Gina dos intelectuais.

Sem comentários: