segunda-feira, julho 17, 2017

Que álbum incrível. Ouvi-o de uma ponta à outra, repetidas vezes, a bordo de um avião. Estava também, na altura, a ler "American Gods" de Neil Gaiman; as letras dos temas "American Valhalla", "Sunday", "Vulture" e "Paraguay" pareciam escritas de propósito para uma banda sonora do livro. A 40 mil pés de altitude, a 900 km/h, a caminho de lugares onde nunca tinha estado, fez tudo sentido, um que trago e ouço agora, estacionário, aqui.

Sem comentários: