segunda-feira, janeiro 09, 2017

University students demand philosophers such as Plato and Kant are removed from syllabus because they are white

Os pseudo-politicamente correctos, os acrobatas da white guilt, a carregarem armas para fazerem mais vítimas: a intenção é retirar filósofos como Platão, Descartes e Kant do programa da universidade porque eram brancos. Novamente prestes a triunfar, a falência de critérios; a credibildade de tudo o que seriam reivindicações - essas sim - legítimas a ir ralo abaixo por causa deste tipo de imbecilidades, de retrocesso civilizacional.
Começa-se por apagar a Crítica da Razão Pura de Kant, e vai-se por aí fora. Não tardará em surgir a intenção de queimar o Philosophiae Naturalis Principia Mathematica, em renegar as Leis de Newton porque ele era branco. E estas coisas do Princípio da Inércia, do Principio Fundamental da Dinâmica, e do Princípio da Acção e Reacção também têm, como é óbvio para estes imbecis, conotações colonialistas. Então não. Palhaçada. Daquela perigosa.
Muito perigosa.

Sem comentários: