sábado, janeiro 07, 2017

John Berger morreu no início deste ano. Não vi ninguém lamentar a morte da sua própria adolescência a propósito deste falecimento. Já nascemos na época da mui-hoje-em-dia-referida pós-verdade, expressão vazia na medida em que implica que tenha havido uma verdade antes. A verdade está sempre depois, nunca antes.

(Obrigado, Ana)

Sem comentários: