sábado, novembro 05, 2016

Estive a ver o video do #igiveafuck em que famosos de Portugal, junto com famosos no bairro deles e malta de quem o padeiro lá da rua sabe o primeiro nome, dizem aos americanos (espera, se calhar é melhor pôr isto entre aspas) "dizem aos americanos" que o voto deles é importante para o mundo. Está visto que, depois disto, no dia 8 vai ser uma corrida às urnas que não se aguenta. Porque nos US of A vai toda a gente give um valente fuck a este video. Ui. Até parece que os estou a ouvir, enquanto digerem umas motherfuckin' ribs in the grill e tiram a caçadeira da despensa para irem dar as boas tardes ao vizinho:

"- Hey man, viste aquele video em que o Robert De Niro diz que quer ir à boca ao Trump?"

"- Não, mas vi aquele do hashtag-I-give-a-fuck em que aparece o Joselino Batentes a dizer para eu votar bem. Nunca tinha ouvido falar de Portugal, mas se lá pelas Áfricas eles têm ligação à internet, é de lhes darmos ouvidos. Aquele video mudou a minha vida e vai ser decisivo para o futuro da América e do Mundo."

"- Fuck yeah! Não sei como é que os Founding Fathers passaram sem as dicas do Joselino Batentes. Agora, passa-me aí os chumbos".

Nota: Joselino Batentes é um nome ficticio; se, por acaso, houver mesmo algum Joselino Batentes entre os protagonistas do video, a referência não foi intencional e, por isso, as minhas sinceras desculpas e condolências ao Batentes.

Sem comentários: