segunda-feira, julho 11, 2016

As vitórias portuguesas em competições internacionais foram o contrabalanço karmico-cósmico à ida do Durão para a Goldman Sachs.

Sem comentários: