domingo, outubro 25, 2015

Luaty Beirão, 35 dias de greve de fome em defesa dos seus direitos. Que o governo português não faça nada para impedir esta injustiça, esta tragédia, esta clara violação dos direitos humanos, é por demais triste. Que haja quem diga, dentro e fora das redes sociais, coisas como "então e é deixando-se morrer que ele luta pela liberdade?" ou "há outras pessoas vítimas de injustiça e não vejo ninguém preocupado" é a cereja podre em cima do bolo. Gente que fala e pensa assim é parte activa do problema, faz pensar que temos o governo, a presidência, o mundo que merecemos. Metem-me nojo. E se parece que, com este post, estou a afirmar qualquer tipo de superioridade moral sobre essa gente: mas é que sem sombra de dúvida. Há que chamar os bois pelos nomes. Gente que pensa assim é simplesmente estúpida, perigosa e monstruosa. Marimbei para aquela conversa do "ah, não respeitas as opiniões dos outros". Se a vossa opinião é a de que a liberdade e os direitos humanos são coisas pelas quais não vale a pena lutar, metam a vossa opinião no cu.

Sem comentários: