sábado, novembro 08, 2014

Alguns jornalistas estão a esfregar as mãos de contentamento: depois de espremerem o ébola, têm agora a legionella para poderem usar a palavra "medo". Medo, medo, medo.

Sem comentários: