sexta-feira, outubro 31, 2014

Lama

Escolhemos a noite de hoje, Halloween, para nos darmos a conhecer. Às 23h59, visitem a nossa página de FB. Directamente das profundezas do Inferno, eis que chegam os LAMA.

quinta-feira, outubro 30, 2014

O Machete já foi para a Costa esperar o Vladimir?

Lisboetas, nada temam: se os russos atacarem, não se esqueçam que temos o Gandhi LX para defender-nos.

Passos Coelho, quando disse que ia cumprir a legislatura até ao fim, estava a ter em conta os acessos de Putin?

Sonhei que o Putin entrava em São Bento montado num unicórnio da KGB e dizia "Inconseguimento o c#%#/&0!" em russo.

Mete mais alto #431

Aos russos. STING - RUSSIANS

Nasdrovia.

Se os russos entrarem por aqui adentro, em 2016 continuamos a ter direito ao reembolso da sobretaxa do IRS?

quarta-feira, outubro 29, 2014

Extended trailer de Avengers: Age of Ultron.
Isto agora é Natal todos os dias.
(sim, porque ontem foram anunciadas estas maravilhas)
Esta é a melhor época da História para ser fã de super-heróis.

domingo, outubro 26, 2014

Outra Coisa, amanhã, 8h25 nas Manhãs da 3

Passos Coelho será submetido a um teste de stress.


Inauguração do Novo Homem do Saco

A partir das 16h!

Com as atracções:

às 17.30h Pequeníssimo momento musical em que Joana Gama interpretará a peça "MMCVII - O Último Mergulho" de Tiago Cutileiro no toy piano

Acabado de sair do forno tipográfico, um cartaz especial para venda na inauguração, com texto de Alexandra Lucas Coelho, numa tiragem de 50 exemplares.

Participação especial de Nuno Moura

às 19.15h A Favola da Medusa — Miguel Martins e Filipe Homem Fonseca a fechar demonstram por que são os filhos que Harry Partch, Walter Marchetti e Horațiu Rădulescu gostariam de ter tido.

E sempre disponíveis para venda temos as edições do Saco artesanais e industriais e das chancelas e editoras (Pianola, Momo, Edições do Tédio, 100 Cabeças, Landscapes d'Antanho...); temos plaquetes, cadernos, postais e cartazes; temos livros de editoras convidadas (Quarto de Jade, Tea for One, Eclusa, Douda Correria) e livros edição de autor de António Barahona e de Rui Caeiro.

O Novo Saco fica na Av. D. Carlos I, nº 77, r/c em Lisboa, ao pé do chafariz

Faltam 5 dias.

A única coisa estranha nisto de perder uma hora é não ter sido o governo a tirá-la.

sexta-feira, outubro 24, 2014

O Outro Comentário do Professor Marcelo: portugueses desertores do ISIS, balda de Marinho Pinto no parlamento europeu, despedida de Durão Barroso, Renée Zellweger, e reunião do CDS para discutir o OE.

quinta-feira, outubro 23, 2014

domingo, outubro 19, 2014

Pois, é o Verão de São Martinho, e em Agosto foi o Inverno de Santo Agostinho, e todo o ano é o Derretimento das Calotas Polares de São Marsápio. Fiem-se na Virgem.

Perante a evidência do aquecimento global, pensa-se em praia. A raça humana faz por merecer a extinção.

sábado, outubro 18, 2014

Mete mais alto #429


"I Want To Be Bad"
Zelma O'Neal
in Follow Thru (1930)

sexta-feira, outubro 17, 2014

Não me interessam os eventuais plágios do secretário de Estado. Mais prejudicial é a sua obra original no governo.

"Mas não podes, querida, é uma barbearia só para homens.""

"Adeus, Portugal, foi bom enquanto durou. Quer dizer, não foi assim tão bom, mas teve os seus momentos. Com a bola e coiso." ‪#‎famouslastwords‬

A malta no FB gosta tanto de obituários que até me admira que, depois de mais este OE, ainda não tenha aparecido um R.I.P. Portugal, 1139 - 2014.

(Uma nota, só para prevenir que me venham para aqui tentar corrigir como já fizeram no FB: nasceu, em 1139, o Reino de Portugal e a sua primeira dinastia e Casa Real: os Borgonha. D. Afonso Henriques torna-se o rei Afonso I de Portugal. O reconhecimento da independência, esse sim, só foi feito por parte do Reino de Leão e Castela a 5 de Outubro de 1143. Mas a gente não anda aqui com o calendário espanhol.)

Troco dois ébolas por um orçamento rectificativo. #repost

Entre este governo e um penico de esmalte, eu escolho o penico de esmalte.

As vacas, as cagarras, os cavalos lusitanos. A bicharada é, toda ela, mais importante do que gente.

Shelley Fabares, 1965


Instrucciones para subir una escalera al revés

"En un lugar de la bibliografía del que no quiero acordarme, se explicó alguna vez que hay escaleras para subir y escaleras para bajar; lo que no se dijo entonces es que también puede haber escaleras para ir hacia atrás. Los usuarios de estos útiles artefactos comprenderán, sin excesivo esfuerzo, que cualquier escalera va hacia atrás si uno la sube de espaldas, pero lo que en esos casos está por verse es el resultado de tan insólito proceso. Hágase la prueba con cualquier escalera exterior. Vencido el primer sentimiento de incomodidad e incluso de vértigo, se descubrirá a cada peldaño un nuevo ámbito que, si bien forma parte del ámbito del peldaño precedente, al mismo tiempo lo corrige, lo critica y lo ensancha. Piénsese que muy poco antes, la última vez que se había trepado en la forma usual por esa escalera, el mundo de atrás quedaba abolido por la escalera misma, su hipnótica sucesión de peldaños; en cambio, bastará subirla de espaldas para que un horizonte limitado al comienzo por la tapia del jardín, salte ahora hasta el campito de los Peñaloza, abarque luego el molino de la Turca, estalle en los álamos del cementerio y, con un poco de suerte, llegue hasta el horizonte de verdad, el de la definición que nos enseñaba la señorita de tercer grado. ¿Y el cielo? ¿Y las nubes? Cuéntelas cuando esté en lo más alto, bébase el cielo que le cae en plena cara desde su inmenso embudo. A lo mejor después, cuando gire en redondo y entre en el piso alto de su casa, en su vida doméstica y diaria, comprenderá que también allí había que mirar muchas cosas en esa forma, que también en una boca, un amor, una novela, había que subir hacia atrás. Pero tenga cuidado, es fácil tropezar y caerse. Hay cosas que sólo se dejan ver mientras se sube hacia atrás y otras que no quieren, que tienen miedo de ese ascenso que las obliga a desnudarse tanto; obstinadas en su nivel y en su máscara se vengan cruelmente del que sube de espaldas para ver lo otro, el campito de los Peñaloza o los álamos del cementerio. Cuidado con esa silla; cuidado con esa mujer."

Julio Cortázar

Foi há 10 anos.

quinta-feira, outubro 16, 2014

Insultar funcionários do Fisco dá pena de prisão

Não haverá espaço nos estabelecimentos prisionais para albergar tanto espoliado.

Amanhã na ‪Outra Coisa‬, mais cultura: Manuela Ferreira Leite traz sugestões literárias e cinematográficas a propósito do Halloween que se aproxima.

Agora também estou muito revoltado com esta corrida exclusiva para mulheres. Que discriminação infâme.

A minha questão é outra: porque é que eu haveria de querer estar num sítio onde só podem entrar homens? Que. Seca.

Se o dono da barbearia tem medo de pipis, deixem-no ter medo de pipis. Não discriminem. Assim como há mulheres com medo de pilas, também há homens com medo de pipis. Não às cruzadas contra homens que têm medo de pipis. Abracem a diferença, sejam tolerantes. Resistam ao César das Neves em vós.

Se o facto de haver estabelecimentos só para homens vos incomoda, acabem também com isso da "girls night out". Olhem que isso é sexista.

Nisto da polémica da barbearia, o que me incomoda é a placa do "Cães sim, mulheres não". Aí já estamos a falar de uma tremenda falta de gosto, noção, tudo. Essa placa não só impede as mulheres de entrarem naquela barbearia, como também afasta de lá qualquer homem que se preze.

Porque é que as feministas (aquelas que nem deviam usar essa denominação, porque dão mau nome à coisa) estão tão irritadas com a existência de barbearias só para homens, se nem sequer os pêlos das axilas depilam?

Agora é a polémica das barbearias só para homens. Porque o argumento do "estar à-vontade" é válido quando se trata de ginásios só para mulheres, mas parece que de nada vale quando a situação mete pilas. Pelos vistos, o discurso da Emma Watson caíu em saco roto. Isto está de tal maneira que qualquer dia vão querer censurar as revistas da Luluzinha.

Jorge Jesus, crítico literário, comenta a crónica de ontem de César das Neves. .

quarta-feira, outubro 15, 2014

Número 1 mais uma vez. Obrigado a todos os que fazem com que assim seja. Sois magnânimos, pintalgais sucessivos sorrisos na fronha desta equipa!

Peguei no DN e amputei a página da crónica do César das Neves para forrar a gaiola do hamster.

Eu percebo a metáfora do João César das Neves. Comparar divórcio e amputação faz sentido, quando o cônjuge é a própria mão. Fap, fap, fap.

terça-feira, outubro 14, 2014

segunda-feira, outubro 13, 2014

A quantos quilómetros é que o Cristiano Ronaldo está do Prós e Contras?

O Marco António Costa do PSD passou ao lado de uma grande carreira a dobrar a voz do Cocas.

Va, tudo a denunciar malta que foge ao fisco, que é para em 2016 se ter o reembolso da sobretaxa do IRS. #EoPortasFicaSe?

Dedicado a uma Lisboa que se vê submersa

(click para aumentar)

Troco dois ébolas por um Orçamento Rectificativo.

Última hora:

O Borda d'Água vai passar a trazer informação sobre as marés na Baixa de Lisboa.

Mete mais alto #428


Radio Moscow
Brain Cycles
2009

Estava difícil apanhar um táxi no Rossio.

Vim aqui à Rua das Portas de Santo Antão, comprar bilhetes para o concerto do Mickael Carreira no Coliseu.

Descoberto o verdadeiro motivo para a demorada reunião do Conselho de Ministros.

Não teve nada a ver com o Orçamento. A coligação encontrou-se para realizar uma dança da chuva, no sentido de contrapôr uma Lisboa submersa à onda de António Costa para as próximas legislativas.

Muita gente a passear aqui pela Baixa de Lisboa.

Não é o FB que embrutece as pessoas, são as pessoas que embrutecem o FB.

O Outro Comentário do Professor Marcelo: a polémica CR/CM, o ébola, e a reunião do Conselho de Ministros.

domingo, outubro 12, 2014

Crato tratou de sentar toda a gente. De manhã, ainda não tinham sido atribuídas cadeiras. À tarde, havia 75 cadeiras para cada ministro. Na realidade, só começaram a discutir o Orçamento à meia-noite. #conselhodeministros

A reunião de Conselho de Ministros demora porque a Ministra da Justiça está desde manhã a tentar aceder ao Citius.

Casa de Ronaldo a 17 km do ébola

E eu quero saber: a quantos quilómetros é que a casa do Cristiano Ronaldo está do Conselho de Ministros?

Por este andar, o Conselho de Ministros vai demorar mais tempo para acabar o Orçamento do que o TC a considerá-lo inconstitucional.

Morrissey < festa do Lux < ModaLisboa < Conselho de Ministros

Estão em Conselho de Ministros ou em quarentena por suspeitas de ébola?

sábado, outubro 11, 2014

Eu e o amigo João Morales estamos a preparar um documentário que será feito em tempo recorde. Novidades em breve. E o próprio documentário também, muito em breve.

sexta-feira, outubro 10, 2014

O Crossfit é o gin do exercício físico.

8h25, Outra Coisa nas Manhãs da 3

Belíssima estreia! Obrigado!

#TiroEQueda


(fotos indecorosamente roubadas ao José Machado)

quinta-feira, outubro 09, 2014

Vocês não querem perder isto



Duas coisas que muito estimo:

- Escrever teatro;
- Escrever com o meu brother Eduardo Madeira.

Escrever esta peça com ele foi, portanto, um duplo regabofe. E se vocês tiverem, ao assistir, metade do gozo que nós tivemos a escrevê-la, missão cumprida. Creio que o vosso gozo será maior, muito maior, pois que ao texto se juntaram talentos que elevaram o nosso TIRO E QUEDA a outros patamares.

O Eduardo sobe a palco ao lado do Manuel Marques, e é, mais uma vez, notória a entrega e a química que estes dois grandes actores têm um com outro. Juntos, dão vida a dois snipers que esperam o alvo no cimo de um telhado. Quando falo em telhado, quero poder dizê-lo em sentido literal: espero que a sala do Tivoli esteja a partir de hoje tão cheio que só haja espaço para eles actuarem no telhado do teatro. Não que se note diferença entre um telhado verdadeiro e aquele que está em palco: é notável, o trabalho de Eric da Costa na concepção do cenário. Fui testemunha do rigor da Sónia Aragão, que encenou; nenhum detalhe deixou de lhe merecer atenção.

A música do Bruno Vasconcelos e do Nuno Rafael, e o desenho de luz do Luís Duarte. só não são as peças finais nesta produção da UAU porque esse lugar está reservado ao público, que poderá assistir de quinta a sábado, às 21h30, e domingos às 16h30. Até quando vai estar em cena não sei, ou se sei não me lembro; o que urge não esquecer é isto: não deixem para a última, vão o mais rápido possível.

Ontem foi o ensaio geral solidário, cujas receitas reverteram para a Associação Princesa Leonor; não pude ir, estava - sensivelmente à mesma hora - a actuar no Villaret, mas já me disseram que correu muito bem.

Vocês não querem perder isto. A sério que não. Se tiverem de escolher entre dar um balázio num pé ou perder esta peça, a opção a tomar parece-me por demais evidente. Os pés voltam a crescer.

A temporada de TIRO E QUEDA começa hoje.

Reza a lenda que se laikarem esta página, o próximo orçamento disputará a final novamente com o constitucional.

Mensagem unicórnica de boa-aventurança logo pela manhã

Não se preocupem com a hipótese do ébola chegar a Portugal. Para um país que aguenta uma 5.ª edição da Casa dos Segredos, suporta 5 CD's da Kátia Aveiro, e sobrevive a 40 anos de alternância no poder de dois partidos a escangalhar isto tudo, o ébola é um refresco.

quarta-feira, outubro 08, 2014

terça-feira, outubro 07, 2014

"Ó mãe, aquele menino é mau, está a dizer coisas feias do Morrissey...!"

Tiro e Queda

Foto que tirei durante os ensaios. Estreia na próxima 5.ª feira, 21h30, Teatro Tivoli. Com Eduardo Madeira e Manuel Marques. Escrita por mim e pelo Eduardo. Encenada pela Sónia Aragão. Uma produção UAU. Vocês não querem perder isto. Mesmo.

De 5.ª a Sábado, 21h30.
Domingos às 16h30.
Bilhetes aqui.


Outra Coisa: Sra. Não-Identificada fala sobre os problemas na Educação.


Psychloop

Novo single das Anarchicks para ouvir aqui.

Prevejo coisas tão, tão grandes para este filme.

Por ter dito que não gostava de Morrissey, perdi seguidores no Facebook mas ganhei no Twitter. Conclusão: o Twitter é mais bem frequentado.

segunda-feira, outubro 06, 2014

There is a light que infelizmente nunca mais goes out

Olá, o meu nome é Filipe e não gosto de Morrissey. Mr. Rollins explica melhor do que eu. O Miguel Somsen acrescentou o que faltava dizer: Morrissey é a Madonna dos hipsters.

Relacionado: 10 reasons Morrissey sucks

Mete mais alto #427

SUUNS - ARENA

Foram três dias de incursão nortenha...

...a convite do Rui Xará; três incríveis noites de comédia, no Hot Five Jazz & Blues Club, na Tertúlia Castelense, e no Beer Place. Palcos e públicos fantásticos, aos quais retribuo a vénia. Sois por demais calorosos e não tenho palavras para agradecer o carinho com que fui recebido.
Um enorme obrigado ao Xará, pela generosidade e amizade com que me brinda sempre que vou ao Porto. Passou a correr, mas ficar-me-à na memória. Grato pelos novos amigos, Paulo Fonseca, João Seabra, Paulo Baldaia e Nuno Feliz. Um abraço especial ao Sérgio Couto do Buraquinho da Sé, aka Porto de Encontro, pela boa-disposição e pelo melhor arroz de cabidela que já me foi dado a provar; o Avillez contigo não faz farinha. Outro ao Miguel Resende e a toda a sua equipa - foi muito bom voltar ao Beer Place, onde já tinha estado no ano passado junto com o brother Eduardo Madeira, enquanto Cebola Mol - parabéns pelos dois anos a promover comédia em São João da Madeira, foi uma honra fazer parte das celebrações.
Gostei de ver a Joana Santos e o João Melo, são a prova de que o futuro da stand-up comedy em Portugal está garantido. Ao Pedro Chagas Freitas, aquele saravá: gostei muito de vos ver na Tertúlia. Siga.
Por último, uma nota indispensável à hospitalidade do Ribeira do Porto Hotel. Acordar com vista para o Douro teve, não haja qualquer sombra de dúvida, um papel essencial no espírito galhófico que mantive nestes três dias.
Voltaremos a ver-nos todos muito em breve.

Que soem as trombetas: có-có-ri-có!

É já amanhã. E não, apesar das asas, não se trata de um desfile da Victoria's Secret. O galo de Barcelos, Rui Sinel de Cordes, e os seus dois patinhos feios, Rui Cruz e Paulo Almeida, saem da gaiola e vão ao Villaret distribuir piadas como milho aos pombos. Não está previsto interpretarem uma versão kizomba do "Eu estou aqui", porque os irmãos Rosado não vão em cantigas, mas mesmo assim vai ser de arromba. Os bilhetes estão a cair que nem tordos. Despachem-se a garantir entrada: a primeira minhoca é para o pássaro madrugador, o primeiro milho é para os pardais, e mais vale um pássaro na mão do que dois empoleirados num poste. Pronto, agora acho que esgotei a bagagem de ditados populares com passaredo. Vai ser uma bela noite de risota, não deixem voar a possibilidade de assistir. Vão ver que vale mesmo a pena. Pena. Perceberam?


A análise do discurso de Cavaco Silva no Dia da Implantação da República - aqui.

Isto.

Sem tirar nem pôr. Falaste tão bem, muadiê.

domingo, outubro 05, 2014

É mesmo época de praxes. Quando Cavaco centrou o discurso na implosão partidária, estava a praxar o Costa.

Quando chegar a casa vou assistir com atenção ao discurso de Cavaco para ver se topo os fios.
#5outubro

Ferro Rodrigues volta a mandar bitaites. E eu volto a lembrar-me disto de cada vez que o vejo.

5 de Outubro, 2014

Crato e Teixeira da Cruz ainda não se demitiram.

A que horas é a reacção vagal?
#discursodopresidente #5outubro

sábado, outubro 04, 2014

Vós que fazeis questão de piadolar com a morte de figuras públicas: sois merda.

Crato é tão incompetente que se em vez da Educação, fosse ministro da Justiça, seria a Teixeira da Cruz.

quarta-feira, outubro 01, 2014

"O Gandhi de Lisboa"

Da colecção "Não vale a pena mexer, está bom assim":

"Costa has been a popular mayor of Lisbon since 2007, and is known as the ‘Gandhi of Lisbon’ due to his spartan lifestyle".

Hoje, juntamente com o i,

podeis adquirir esta colectânea de 2010, repleta de contos de excelsos autores ao lado de quem muito me apraz estar. Se não o conheceis ainda, ide até à banca de jornais e tratai de juntar este volume à vossa colecção.

Ferrugem de Outubro

Mete mais alto #426