segunda-feira, setembro 01, 2014

Uma coisa que ando a escrever e que talvez veja a luz do dia, não sei. De qualquer maneira, deixo-vos aqui um pequeníssimo excerto:

"Quando era pequena passava muito tempo fechada no quarto. Evitava sair e ainda hoje não sei porquê. Não havia nada de especial no meu quarto, nada que me fizesse querer passar ali o tempo todo. Nem havia nada de muito assustador lá fora. Por isso, não percebo. Penso muito nisso, mas não chego a nenhuma conclusão.
O mais terrível é que não me lembro do que é que ficava a fazer no quarto. Não me lembro. É como se não ficasse a fazer nada.
Hoje, lá fora é tudo muito mais assustador, e eu só penso em sair.
Só penso em sair porque cá dentro, cá dentro sente-se muito mais medo."

Sem comentários: