quinta-feira, fevereiro 20, 2014

Quando nasceu, o Luís Franco-Bastos chorou com a voz de todas as crianças que tinham nascido no mesmo andar, lançando a confusão entre mães e enfermeiras.

Sem comentários: