segunda-feira, fevereiro 03, 2014

A todos aqueles que, perante a notícia de que Philip Seymour Hoffman terá morrido de overdose, sentiram latejar, mais que tudo, o nervo do julgamento imediato, falando ou escrevendo com uma superioridade moral deslocada, revelando a sensibilidade de um pneu a arder no meio do deserto: desamiguem-me, deixem de seguir-me, aqui no FB, no Twitter, seja onde for. Temos visões diferentes do que a circunstância pede. Não estou, eu próprio, a afirmar qualquer tipo de superioridade: se assim acharem, tenho a dimensão ética de uma beldroega, é como queiram. Não quero argumentar, não estou a tentar sequer que partilhem da minha maneira de ver as coisas. É só que não me relacionaria convosco fora das redes sociais, não tenho interesse que isso aconteça aqui. Fico mesmo muito agradecido. Obrigado desde já.

Sem comentários: