domingo, novembro 17, 2013

Percebo o César das Neves. É que se os pobres deixam de ser pobres, já podem comprar papel higiénico, e depois a página do DN onde ele escreve perde a utilidade.

Sem comentários: