quarta-feira, outubro 31, 2012

Este Orçamento do Demo foi aprovado hoje. Depois venham-me dizer que o Halloween não é uma festa típica portuguesa.

segunda-feira, outubro 29, 2012

TEDx Viseu

Há quase um ano estive nas TEDx de Viseu para falar de sistemas de crenças, ficção, mecânica quântica e do bosão de Higgs, antes do dito bosão estar 'na moda' e terem encontrado provas de que existe mesmo. Esta palestra aconteceu em Novembro, exactamente uma semana depois daquele que foi provavelmente o dia mais triste da minha vida, e ainda hoje não sei onde é que fui buscar forças para falar durante quase 20 minutos. Não estava com a energia nos píncaros, e dei por mim a usar, pelo menos uma vez, termos Paulo-Futrianos. Mas o feedback que tive depois da minha TED Talk foi bastante bom, muita gente se dirigiu a mim no final para agradecer a partilha, pelo que, agora que o video com a palestra está online, achei por bem deixá-lo aqui para que também possam vê-lo. Ei-lo.

terça-feira, outubro 16, 2012

Avaliação no Meo

Tendes Meo? Quereis ver ou rever a nossa curta-metragem AVALIAÇÃO? É dar um salto ao espaço reservado ao 48H Film Project, que ela foi seleccionada para lá estar disponível. Aqui fica o trailer em jeito de aperitivo.

segunda-feira, outubro 15, 2012

A prova de que em Portugal tem havido muito despesismo é que a educação de Vitor Gaspar, segundo o próprio, foi muito cara.

Apresentação do OE213 para Totós

Nas cenas sado-maso, não costuma haver uma safe word? Alguém a diga, que o Gaspar está largado.

Vitor Gaspar é a Kristen Stewart da finança.

Uma das coisas que o Facebook me ensinou é que todos os dias há alguém que faz anos.

terça-feira, outubro 09, 2012

Esta malta deve ter sido toda aluna do António Borges.

FMI reconhece que calculou mal o impacto da austeridade na economia

Poesia na Barraca

Diz o Miguel Martins:
"A partir desta semana, às Quintas, pelas 22.30h, o Bar A Barraca volta a apresentar sessões semanais de poesia, uma tradição que, em tempos, lhe granjeou enorme fama (para além de ter dado brado nas touradas).
As leituras estarão a cargo do douto poeta Miguel Martins, que, para além da lírica, dá cartas no badmington (pares femininos), na pasteurização de lacticínios (sem glúten) e no bacará.
As sessões prometem ser relativamente breves, pelo que os convivas que assim o entenderem poderão estar em casa antes da meia-noite, embora também possam permanecer no bar até cerca da 1.58h (dependendo das condições atmosféricas) e enfrascar-se como gente grande (ou como o Marques Mendes).
Todas as semanas, o bardo será acompanhado por um outro artista de gabarito internacional (actor, poeta, artista plástico, músico, ministro da presidência, gatuno, etc), que ajudará a abrilhantar o evento.
Esta Quinta serão lidos poetas publicados pela editora TEA FOR ONE. Entre outros: Ana Salomé, Luís Filipe Parrado, Manuel Filipe, Ricardo Álvaro, Rui Miguel Ribeiro, Abel Neves, A. Maria de Jesus, Inês Dias, Jaime Rocha, Luís Pedroso, Manuel de Freitas, Marta Chaves, Rui Caeiro, Vasco Gato e Filipe Homem Fonseca.
Aliás, este último, na sua qualidade de guitarrista sem par (trata Clapton por “bambino” e consta que terá cortado relações com Django, em virtude de uma desavença em torno da qualidade relativa de dois salpicões das Beiras), participará desta primeira sessão, demonstrando, uma vez mais, porque foi merecedor dos mais rasgados encómios por parte de revistas como a New Musical Express e a Gina.
Quem não aparecer demonstrará inequivocamente que, do ponto de vista ético-intelectual, ombreia com o Relvas.
Até Quinta!"

quinta-feira, outubro 04, 2012

Outra Coisa de hoje, com Francisco Louçã. À especial atenção dos hermafroditas malabaristas, trapezistas e cuspidores de fogo.

quarta-feira, outubro 03, 2012

Gasparzinho, o Fantasminha Camarada

Há quem fale de Portugal como se fosse o Titanic, mas neste momento somos muito mais parecidos com um iceberg. O pior nem sequer está à superfície.

Notícia de última hora: acções da Microsoft sofrem queda de 30,4% depois da apresentação de Vitor Gaspar em Excel.

Vitor Gaspar vs Portugal

Moral da história: trabalhar para aquecer é a cena.

Do Vitor Gaspar directamente para o João Baião e Tânia Ribas. Este país é sinistro.

Portugal na vanguarda. O mundo, segundo os Maias, acaba no dia 21/12. Cá, acabou hoje.

Vilões old school arrasam cidades com armas nucleares. Gaspar destrói país com gráficos de Excel.

Agora o Paulo Portas voava por ali adentro, spandex rosa, capa amarela, e atirava um submarino para cima do Gaspar.

Já sei porque é que "a revolução não vai passar na televisão" como disse o Gil Scott-Heron. É que ninguém vai ter cheta para TV.

Sabem aquele cliché, em que os vilões explicam em detalhe como vão destruir o mundo? O Gaspar está a fazer exactamente isso.

Sim, o desemprego é uma merda, mas trabalhar só para pagar impostos também tem o seu quê de fatela.