terça-feira, março 17, 2020

Ricardo Drumond

Para ajudar a colmatar as dificuldades da quarentena (de todos os que podem fazê-la), aqui fica uma curta-metragem que escrevi e realizei em 2011, junto com uma incrível equipa. Com Diana Nicolau, Rui Unas, Jorge Mourato, Joana Timbal e Alexandre Romão.



(via Alex Gozblau)

domingo, março 15, 2020

‪O maior filho de uma grande puta de sempre.

Trump 'offers large sums' for exclusive US access to coronavirus vaccine

Palavras de que estamos a aprender agora o verdadeiro significado:
Nós.
Contágio.
Isolamento.
Palavras de que ainda não aprendemos o verdadeiro significado:
Nós.
Contágio.
Isolamento.

Alex Raymond

Capas de Alex Schomburg

sexta-feira, março 13, 2020

In times of contagion

I’m not afraid of getting sick. Of what, then? Of all the things the virus could change around me. Of discovering that the framework of civilization as I know it is a house of cards. I’m afraid of hitting reset, but also the opposite: that this wave of fear is all for nothing, that it will pass without leaving any change in its wake.

Paolo Giordano

(Obrigado, Miguel Martins).

quinta-feira, março 12, 2020

(ingerência + desinformação) x ignorância + pandemia = (bronca a sério)²

quarta-feira, março 11, 2020

Mete mais alto #597


Low
"Congregation"
Ones and Sixes
2015

Shannon Maer

terça-feira, março 10, 2020

Mete mais alto #596


Wall Of Voodoo
"Mexican Radio"
Call of the West
1982

segunda-feira, março 09, 2020

Mete mais alto #595


Celtic Frost
"Mexican Radio"
Into The Pandemonium
1987

Max von Sydow
(1929 - 2020)

Devs


Lembro-me quando, em 1998, li o romance de Alex Garland, TESSERACT, e de ter ficado automaticamente fã da escrita dele. Lembro-me de acompanhar o trabalho que fez com Danny Boyle, de vê-lo junto com este quando foram apresentar, em 2002, o 28 DAYS LATER ao Fantasporto. Lembro-me de celebrar o argumento que escreveu para DREDD (2012), tudo o que um filme de Judge Dredd devia ser e mais um tanto. Quando estreou EX-MACHINA (2012), a primeira longa-metragem que realizou - e também escreveu -, rejubilei com a sua elegância e domínio narrativo. ANNIHILATION (2018), não tendo, para mim, sido tão marcante quanto a longa anterior, também ocupa um espaço bastante significativo no meu Panteão. E agora, com esta série, DEVS, Alex Garland atinge um pináculo de sofisticação na temática, no tom e na estética que tem vindo a desenvolver. Atmosferas e ritmo quase kubrickianos, sublinhados por uma banda sonora tensa e ominosa (a original é de Bob Locke e Tim Norfolk, a.k.a. The Insects), num thriller feito com uma perícia de relojoeiro, onde a questão do livre arbítrio - tão cara a Alex Garland - e da perda são tratadas num registo ímpar. Sonoya Mizuno, que já se destacara em MANIAC (numa série protagonizada por Emma Stone e Jonah Hill, isso é dizer muito), encontra aqui terreno para brilhar, ao lado de Nick Offerman, Alison Pill, e demais elenco que encarnam, na perfeição, os desesperados personagens desta jóia polida. Ainda estamos em Março, pelo que será cedo demais para afirmações deste calibre - mas, até ver, estamos perante a série do ano.

domingo, março 08, 2020

Shannon Maer

No Dia Internacional da Mulher, quero aqui deixar um valente “ide-vos à merda” a todos os indivíduos que, dentro e fora das redes, usam a converseta dos direitos das mulheres e da igualdade de género como forma de engate. Olhem que se nota. Vocês sabem quem são.

Há um ano. Noite mailinda.


Repost: E de repente a sensação era a de que estávamos todos numa espécie de catedral. A apresentação d’A Imortal da Graça, a mais bela de sempre, de sempre, arquitectada pelo meu genial irmão Miguel Martins, uma coreografia de vozes, dele e das talentosíssimas Ana Água e Maria Rueff, poços de generosidade sem fundo, sem fim. Todos os ali presentes, os amigos, a família, os amigos que são família, uma avassaladora dádiva. Nenhuma palavra a não ser amor pode definir o que senti ontem naquela sala cheia; amor de todos os presentes, de vós para mim, de mim para vós. Obrigado, obrigado, mil vezes obrigado.

quinta-feira, março 05, 2020

quarta-feira, março 04, 2020

Ando com isto na cabeça:

«CHAMADA GERAL

Avisam-se todas as polícias
fugiu um homem

tem
olhos muito abertos
duas mãos dois pés
caminha persistentemente

atenção
supõe-se que é perigoso

sinais particulares:
baixa-se com frequência
para fazer festas a um gato
apanha folhas caídas
antes que o varredor as leve
gosta de tremoços

atenção
GOSTA DE TREMOÇOS

repete-se
avisam-se todas as polícias
anda um homem à solta
à solta

atenção
tem-se como certo
que é
realmente perigoso

os aeroportos
já estão sob vigilância permanente
tudo está a postos
não poderá passar
por nenhuma fronteira
que seja conhecida

insiste-se
avisam-se todas as polícias
anda um homem em liberdade

atenção
em liberdade

delações muito recentes
permitem afirmar
que fala com frequência

todo o cuidado é pouco
consta também
embora sem referências concretas
que está sempre presente
nos locais os mais suspeitos
apela-se com insistência
para o civismo de todos os cidadãos
para a denúncia rápida e eficaz
há recompensa

atenção
anda pelo país um homem
livre

não se sabe o que fará

exige-se
a quem o vir
que atire imediatamente
é urgente

atenção
atenção
chamam-se todas as polícias
uma informação
da máxima importância
relatórios afirmam
que frequentemente
sorri com extrema virulência

repete-se o apelo
ATIREM PARA MATAR
NADA DE PERGUNTAS.»

- Mário-Henrique Leiria, Fábulas do Próximo Futuro, 1978

(Gravura de Gustave Doré para edição de 1868 de El Ingenioso Hidalgo Don Quijote de la Mancha, de Miguel de Cervantes)

34 anos e 1 dia deste portento.

Estamos safos.

terça-feira, março 03, 2020

George Miller #BOTD 1945

PATRULHA DA NOITE
Temporada 2
Brevemente
RTP 1

Foi há 20 anos mas parece que só passaram 19 anos, 11 meses e 29 dias. Imagem retirada dos extras do DVD d’”A Treta Continua”, numa entrevista gravada pelo caríssimo Lourenço Alberto.
#Repost Ed Wood: Há 20 anos três jovens autores falavam sobre uma peça que tinham acabado de escrever: Conversa da Treta, com António Feio e José Pedro Gomes.
Foi um êxito incrível e deu mais peças, programas de rádio, de TV, livros e ainda hoje continua.
Bela foto. (Eduardo Madeira, Filipe Homem Fonseca, Rui Cardoso Martins).

segunda-feira, março 02, 2020

Tendes noção de que isto vai acontecer??!